// O que é preciso fazer para se tornar um fotógrafo profissional?

Se esta pergunta fosse colocada em um navegador de busca na internet, seria possível encontrar, em menos de um segundo, quase 9 milhões de respostas. Apesar da multiplicidade de sites indicados, a solução encontrada vai sempre no mesmo sentido: Estudar.

Apesar desta resposta parecer óbvia para qualquer um que queira aprender algo de novo, é preciso estar atento, pois o desconhecimento na área poderá levar os entusiastas da fotografia a colher informações erradas que atrapalhem o seu aprendizado.

Para coibir essa ação, o Instituto Internacional de Fotografia elaborou uma lista com as perguntas mais frequentes feitas ao departamento comercial da escola, destinadas a esclarecer as dúvidas de quem pretende começar a estudar fotografia, mas não sabe por onde começar.

Por que estudar fotografia?12 - Estudio

Pensar as razões para estudar fotografia é o primeiro passo para qualquer caminho dentro da área, pois evita frustações e permite um estudo direcionado ao campo de interesse do estudante. Em outras palavras, são diversas as razões que levam alguém a estudar fotografia, mas normalmente é possível se deparar com o desejo de investir em uma carreira capaz de transformar uma paixão em uma fonte de renda.

Por outro lado, há também aqueles que se interessam pela história da fotografia, de seus renomados fotógrafos e a tendencia construida por eles durante uma geração. Desta forma, quem tem uma linguagem mais artística acaba entrando em uma área mais autoral do mercado.

Por último, existem aqueles que fotografam apenas como um hobbie e ao adquirirem um equipamento profissional, ou semi-profissional, estudam para desfrutar ao máximo os recursos oferecidos pela câmera, conseguindo, desta forma, capturar imagens melhores, seja de seus familiares, natureza, viagens ou outros temas que achem relevantes.

É preciso fazer um curso de fotografia para ser fotógrafo?

Sim! Ainda que, na internet, estejam disponíveis alguns conteúdos com boa qualidade e grande relevância, existe também um grande número de informações equivocadas das quais, para um fotógrafo iniciante, será difícil de discenir.

Em um curso de fotografia o aluno será instruído por onde começar, identificando qual é o conhecimento mais simples, qual ele já possui e qual é o mais elaborado.  Para entender melhor este conceito, faremos a seguinte comparação:

C_060_03Suponhamos que  alguém tenha a capacidade de fazer alguns pratos salgados e até mesmo algumas sobremesas que aprendeu através de tutoriais pela internet. Esta mesma pessoa tem o sonho de realizar um curso de gastronomia e ter uma certificação para se tornar um chef, entretanto nunca terminou se quer o ensino fundamental.

Muitos poderiam pensar que isto não importa, porque o essencial seria saber controlar a panela no fogo. A questão é que um curso de gastronomia não ensina apenas a cozinhar. Quando alguém se forma gastrônomo –  pretendendo se tornar um chef -, além de cozinhar, entenderá também sobre os materiais usados, as bebidas que harmonizam melhor com determinado tipo de prato, os aspectos culturais de cada tipo de culinária, o gerenciamento da cozinha, entre outros.

Desta forma, para prestar um vestibular em gastronomia é fundamental que esta pessoa tenha concluído o Ensino Médio, porque precisará de domínio no português (para conseguir interpretar a receita), matemática (para saber calcular as medidas usadas), quimíca (para entender os processos sofridos pelos alimento) e muitas outras áreas.

Para se tornar fotógrafo é extamente o mesmo. Mesmo que já se fotografe, há muitas coisas que precisam ser aprendidas para, de fato, se profissionalizar.  Pensando nisso, o IIF oferece um ensino continuado que acompanha o estudante em seu estudo, orientando qual o caminho deverá ser percorrido para alcançar os objetivos almejados pelo estudante.

Qual curso de fotografia é o mais indicado para que eu me torne profissional?

O curso mais indicado é aquele que aborda o interesse do estudante na fotografia. Para quem ainda não tem nenhum conhecimento em fotografia, o IIF oferece, por exemplo, três opções de cursos: Essencial Profissionalizante e Capacitação Profissional em Fotografia e  Capacitação EAD.

11 - Retrato_Externa

Saída Fotográfica

Para quem já tem uma ideia de que área da fotografia quer chegar e por isso mesmo busca um curso flexivel e que ofereça somente o que é necessário para o aprendizado, a opção mais indicada é o curso Essencial Profissionalizante que, além de contemplar uma abordagem essencial na área da técnica, possui a vantagem de ser desenvolvido  em módulos, nos quais o aluno terá até dois anos para concluir, segundo sua disponibilidade.

Ou seja, depois de cursar o primeiro módulo obrigatório, chamado Técnica Fundamental (78h), e escolher entre Flash Dedicado (16h) ou Iluminação e Estúdio (19h), o aluno poderá se especializar diretamente em sua área de interesse, escolhendo entre Casamento (23h), Produto (19h) ou Retrato (21h) e completando sua formação nos módulos de Lightroom (33 horas) e Gestão de Carreira (16h). Vale lembrar que os módulos não são fixos, podendo ser oferecidos, em cada edição, em diferentes horários e dias da semana, o que permite uma maior flexibilidade às escolhas dos alunos.

Esta opção é muito mais vantajosa do que se inscrever em cada um dos Workshops sem vínculo com o Essencial pois, pensando justamente nisso, o valor do curso foi elaborado especialmente para oferecer uma vantagem de 26% em detrimento a opção de fazer separadamente.

07 - Orientacao_de_carreiraJá para aqueles que buscam uma formação completa e que ao mesmo tempo prepare para o mercado profissional, independente da área de atuação, o curso de Capacitação Profissional em Fotografia é a melhor opção, pois conta com uma carga horária de 275 horas divididas em 14 módulos, sendo: Técnica I e II (47h), Composição (24h), Lightroom I e II (32,5h), Iluminação e Estúdio (27h), Flash Dedicado (16h5), Orientação Profissional (7h5), Produto (23h), Legislação na Fotografia (7h5), Retrato (32h), Casamento (23h), Produção Autoral (15h) e Gestão e Marketing (20 horas)*.

 

Uma das vantagens deste curso é a possibilidade de ampliar o newtworking como fotógrafo, pois as relações entre os colegas são estreitadas pelo modelo de turma fixa (composta por 15 alunos) e cada um dos módulos é oferecido por um professor diferente, atuante no mercado profissional.

08 - Produto

Aula de Fotografia de Produto

Visando um melhor o acompanhamento dos alunos e o compromisso com o aprendizado, serão propostas atividades ao final de cada módulo na qual o aluno poderá esclarecer as dúvidas no fórum específico e acompanhar a correção em um encontro ao vivo com o professor, que escolherá alguns trabalhos para comentar.

Seja como for, em qualquer uma destas opções, o aluno estará pronto para se tornar um fotógrafo profissional.

Que equipamento é necessário para fazer um curso de fotografia?

No IIF, o equipamento básico para realizar um curso profissionalizante é uma câmera DSLR ou semi-profissional que tenha o modo manual de exposição, necessário para que o professor ensine ao aluno como utilizar as funções da câmera, de modo a alcançar um controle maior da foto.

É fundamental que o aluno já tenha a câmera antes de começar o curso. No caso dos cursos Capacitação Profissional em Fotografia e Essencial Profissionalizante serão uteis outros equipamentos como Flash dedicado e notebook com Lightroom ou Photoshop previamente instalados. Alguns programas fornecem uma licença gratuita durante 30 dias para a utilização do programa. Vale lembrar que esses são alguns dos equipamentos básicos para qualquer fotógrafo que se pretenda profissional, portanto, trata-se de um investimento na própria carreira, entretanto eles não são obrigatório para se inscrever no curso, podendo ser adquiridos apenas para as aulas especificas.

É possível  realizar um curso de especialização em fotografia, sem conhecimento básico?

Não. O conhecimento fotográfico é construído em uma escala crescente, do básico para o avançado. Por isso, o curso Fotografia Digital é o requisito mínimo para quem deseja realizar outros cursos ou workshops. Os requisitos para os demais cursos devem ser consultados.

03 - Lightroom

Aula de Lightroom

Existe certificação em fotografia?

O Instituto Internacional de Fotografia oferece, ao término de todos os cursos e workshops, um certificado de conclusão, com o nome do aluno, curso e professor, carga horária realizada e a assinatura do diretor na escola, Danilo Russo.

A fotografia como profissão ainda não é regulamentada, portanto o certificado é apenas uma formalização, afinal o mais importante para o profissional será sempre o portfólio.

É por isso, pela preocupação em oferecer a melhor formação, que o IIF já formou quase 1500 alunos no curso de Capacitação Profissional (Presencial) e tem, a cada dia, buscado atender alunos de todo o planeta através de seus cursos EAD.

Venha conhecer o IIF pessoalmente e aproveite para tirar suas dúvidas com a nossa equipe. Estamos localizados a 5 minutos a pé do Metro Vila Madalena, na cidade de São Paulo.

*A carga horária depende do formato das aulas e varia de acordo com o período cursado.

04 - Técnica II

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

Criando o primeiro portfólio: o que saber antes de começar?

Criando o primeiro portfólio: o que saber antes de começar?

No mercado da fotografia, o portfólio é o currículo do fotógrafo. É o meio...

Você conhece o poder da marca?

Você conhece o poder da marca?

No mundo empresarial, a marca é a assinatura, o carimbo, a identidade do seu...

Como superar o desafio de vender sua fotografia?

Como superar o desafio de vender sua fotografia?

Olá, fotógrafo! O que você sente ao ouvir a palavra "vendedor"? Em...

Primeira edição do Photo Meeting coloca os negócios no foco dos fotógrafos

Primeira edição do Photo Meeting coloca os negócios no foco dos fotógrafos

Nos dias 20 e 21 de março, o Instituto Internacional de Fotografia promoveu o...

Parceiros