// Fotografando newborn junto à família com Gustavo Sousa

Ele até tentou negar a sua paixão. Assim, como tantos outros adolescentes, via a fotografia apenas como um hobby. Cursou a faculdade de Educação Física e atuou na área por um tempo. Mas não se sentia satisfeito. Decidiu fazer um curso profissional de fotografia no Centro Europeu: “[…]e então percebi que era isso que eu realmente queria para minha vida, que era isso que me realizava e deixava meus dias mais alegres”.

E foi assim que a carreira de Gustavo Sousa começou. Depois do curso, Gustavo começou a investir em equipamentos, a participar de workshops e congressos sobre fotografia. “Comecei a fotografar famílias, no começo, de amigos, fui então criando meu portfólio”, afirma o fotógrafo. Aos poucos, ele consolidou sua carreira e sua marca, e especializou-se em fotografia newborn e de família.

Membro da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos, trabalha na área desde 2011 e já recebeu duas premiações da Instituição Outstanding Maternity Award. Atualmente, seu trabalho é bastante reconhecido, principalmente por sua habilidade aprofundada para fotografar bebês bem novinhos, entre seis a 12 dias de vida. Mas sempre há exceções: “O bebê mais novo que eu fotografei tinha apenas quatro dias”, conta Gustavo. Às vezes, por questão de agenda, isso acontece, porém não é recomendado. O fotógrafo considera “uma idade mínima ideal de pelo menos seis dias. Antes disso, eles ainda têm muita fome e necessidade de sucção e estão se adaptando às mamadas”.

Suas fotos têm um aspecto mais sóbrio, sem extravagâncias e exageros. Para ele, menos é mais: “Optei por cenários mais ‘clean’, pois acredito que assim consigo valorizar mais o bebê. […] damos preferência para o monocromático e tons m
ais neutros
”. Criar situações muito artificiais não são muito a sua praia. Gustavo preza pela naturalidade: “Gosto muito de poses orgânicas. […] Uso luz natural e adoro fotos no contra-luz”.

Com várias palestras oferecidas no currículo, Gustavo já consegue identificar as principais dúvidas dos fotógrafos. Ele explica que “as perguntas variam conforme o público que está sendo alcançado”. Aqueles, que estão no início da carreira, têm aquelas perguntas básicas sobre quais câmera e lente usar, como fotografar com baixa luminosidade e quais acessórios necessários. Quando trata-se daqueles que já iniciaram nessa área, as perguntas são mais complexas: “Como lidar com bebês difíceis? O que fazer quando eles não dormem? Como manter o bebê na pose? Qual o ângulo certo para fotografar?”, exemplifica o profissional.

No seu portfólio, o destaque fica por conta das fotografias de newborn junto as suas famílias. Gustavo gosta de registrar esses momentos especiais entre o recém-nascido e os pais e familiares. “Sou uma pessoa muito caseira, que demais os momentos em família, isso, talvez, me trouxa uma sensibilidade para captar esses momentos de forma afetiva, evocando sentimentos genuínos”, revela.

Inclusive, esse é o tema que Gustavo trará para a 7ª edição do Newborn Photo Conference: fotogra
fia do newborn com a família. “Desde que recebi o convite já comecei a montar minha palestra, juntamente com minha esposa Kátia, que é quem me ajuda nos ensaios newborn, montando as produções e posicionando o bebê”, confidencia o fotógrafo. Segundo ele, os dois estão muito animados com o convite e “cheios de ideia para emocionar e transformar a vida de cada espectador”.

Em 2013, Gustavo participou da Newborn Photo Conference, em Florianópolis para aprofundar seus conhecimentos nessa área: “Na época estava apenas começando a criar meu portfólio de newborn e o congresso foi muito importante para eu ter certeza de que era isso mesmo que eu queria e de que eu deveria seguir em frente com esse sonho. Foi incrível, amei cada palestra e sigo até hoje alguns dos palestrantes daquela época. Fiz também alguns amigos lá que mantenho a amizade até hoje”.

Esse ano, ele estará no palco, compartilhando todo o seu expertise obtida ao longo dos anos. Ele nos conta que “receber o convite para ser palestrante no NPC foi realmente uma emoção”.

A palestra do Gustavo, segundo o próprio, está fundamentada em três pilares: luz, pose e conexão. “Vamos abordar qual a melhor luz e de onde ela deve vir. Vamos mostrar como posicionar o bebê e os pais, e, principalmente, vamos dar ênfase à conexão, que é a responsável por evocar os sentimentos genuínos e assim conseguir transmitir, na foto, a felicidade, afeto e amor da família”, conta.

Não perca a chance de ouvir essa e outras palestras. A 7ª edição do Newborn Photo Conference acontecerá entre os dias 18 e 20 de Abril , trazendo 13 palestrantes, brasileiros e estrangeiros. Garanta já o seu ingresso pelo site. A conferência será transmitida online, também. Acesse:  NEWBORNPHOTOCONFERENCE.COM.BR/2017/

Mais informações: [email protected] ou (11) 3021-3335

 

– Por Vivian Kuppermann Marco Antonio

E-book-gratuito-7-passos-da-fotografia-newborn

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

Paraty Em Foco 2019 quer descobrir novos talentos da fotografia brasileira

Paraty Em Foco 2019 quer descobrir novos talentos da fotografia brasileira

O Festival Internacional de Fotografia Paraty Em Foco está com convocatória...

Adobe aumenta preços da Creative Cloud no Brasil; plano de fotografia fica mais caro

Adobe aumenta preços da Creative Cloud no Brasil; plano de fotografia fica mais caro

A Adobe aplicou um reajuste nos valores dos pacotes de softwares da Creative...

Inscrições abertas para a 7ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS

Inscrições abertas para a 7ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS

O Instituto Moreira Salles anuncia a 7ª edição da Bolsa de Fotografia...

Fotógrafo brasileiro é vencedor do Pulitzer, maior premiação de Jornalismo do mundo

Fotógrafo brasileiro é vencedor do Pulitzer, maior premiação de Jornalismo do mundo

O fotógrafo brasiliense Ueslei Marcelino foi um dos vencedores do prêmio...

Parceiros