Newborn and Family Photo Conference encerra cheio de emoções no terceiro dia

O último dia do Newborn and Family Photo Conference surpreendeu o público pela coerência entre os conteúdos das palestras. Todos os convidados de 10 de maio mencionaram o propósito de seus trabalhos, destacando um lado mais emocional de si mesmos.

O primeiro palestrante, Renato dPaula, falou sobre fotografia de família documental e encantou as pessoas com a delicadeza de suas imagens. Ao falar de sua filha de maneira tocante, ele trouxe à tona a importância de momentos específicos em família.

Em seguida, entrou no palco uma mulher cheia de energia e humor. Nos bastidores, Juliana Brandão estava nervosa por apresentar a primeira palestra de sua vida, o que se mostrou desnecessário já que logo conquistou os congressistas. Ela abordou a fotografia infantil, além de realizar uma prática ao vivo com duas crianças e seus pais.

A palestrante provocou muitas risadas com sua criatividade e espontaneidade/ Foto: Ramede Felix

A terceira palestrante foi a mais aplaudida do evento inteiro. Jade Beall causou palmas de pé por parte do público depois de realizar uma apresentação cheia de comoção. A fotógrafa feminista tem como principal objetivo retratar mulheres sem nenhum tipo de tratamento de imagem, para que os corpos femininos sejam evidenciados como eles realmente são. Com esse objetivo, ela fotografou uma mãe amamentando seu filho e a mestre de cerimônia do evento, Dani Bertolucci, que revelou inseguranças com sua aparência.

Com seu trabalho, Jade Beall vai contra os padrões de corpo impostos pela mídia/ Foto: Ramede Felix

Os congressistas, depois de se recomporem das lágrimas causadas pela palestra anterior, assistiram as palavras inspiradoras de Rafaela Zakarewicz. Ao citar referências relacionadas a psicologia, arte e empreendedorismo, ela propôs maneiras de fotógrafos se renovarem e alcançarem o sucesso mais profunda e verdadeiramente. Impossível sair dessa palestra sem ideias novas e desmotivado.

Antes da última palestrante, algumas das precursoras da fotografia newborn no Brasil subiram ao palco. Simone Silvério, Laura Alzueta e Daniela Margotto, que compõem a ABFRN (Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos), falaram de ética dentro desse mercado e das mudanças que aconteceram dentro da associação. Discurso mais do que necessário durante o congresso.

Por fim, a australiana Rebecca Colefax enfatizou ao público como a excelência é mais importante que a perfeição. A fotógrafa se diferencia de outros profissionais do ramo principalmente por registrar “entre os momentos”, o que significa, por exemplo, um bebê acordado e bocejando. Enquanto alguns fotógrafos de newborn demoram quatro horas em um ensaio, Rebecca se destaca por realizar tudo em menos de uma hora e capturar imagens apaixonantes.

O Newborn and Family Photo Conference não poderia ter encerrado de maneira melhor. Foram três dias que não geraram apenas conhecimento, mas também autorreflexões e emoções à flor da pele.

O evento encerrou com uma foto em conjunto de todos os participantes/ Foto: Ramede Felix

Visite o FACEBOOK e INSTAGRAM para mais informações, além de baixar o APLICATIVO.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Parceiros

Desenvolvido por