// Ética e profissionalismo na fotografia de parto

O nascimento de uma criança é um grande acontecimento na vida de qualquer família. Ter recordações deste momento tão especial é um dos importantes pontos levados em consideração durante os preparativos para o parto. Para a tranquilidade dos pais, alguns hospitais oferecem um serviço de fotografia com fotógrafo especializado no assunto, porém cabe a este fotógrafo uma grande responsabilidade, abrangendo o profissionalismo e ética, o que será visto neste texto.

Interesso-me pela fotografia desde pequeno e fotografo profissionalmente desde os 19 anos. Após trabalhar com Luiz Garrido, passei a me especializar na área de esporte, realizando trabalhos para importantes revistas como TRIP, Quatro Rodas, Cross Country , OUTSIDE , Bike Magazine…e muitas outras. Cheguei até mesmo a participar de expedições, como fotógrafo e cinegrafista, entre Brasil, Patagônia, Argentina, Chile e ao norte do deserto do Atacama, em um projeto chamado expedição Carpe Diem, que durante dois meses percorreu 25 mil quilômetros. Além disso, participei ao lado de uma equipe americana de renomados velocistas que se propuseram a escalar o Monte Everest com o menino mais novo a praticar tal feito, com apenas 13 anos.

No geral, a aventura esteve sempre comigo. Usar a fotografia como um espelho daquilo que vejo e de tudo o que sinto, vivenciando momentos de amor e de risco, foram os principais aspectos que me trouxeram para a fotografia de parto. Acompanhar a gestação das mães, a animação dos pais, conhecendo um pouco de sua intimidade, de suas famílias, participando de um momento tão especial em suas vidas que é o nascimento de um filho, também é uma grande aventura. Afinal de contas não sou médico, sou fotógrafo, mas para este tipo de área me tornei um membro da equipe e por isso precisei adotar uma postura muito diferente de qualquer outro trabalho que realizaria.

Trabalhando com isso todos os dias aprendi na prática o que é necessário. Descobri, por exemplo, que é primordial o uso da ética e do profissionalismo aliado à fotografia, pois estou constantemente em um local onde existe o risco de infecções, ou seja, um local muito delicado para se estar, mesmo utilizando uma roupa especial para a ocasião e devidamente esterilizada. Meu conselho é que os fotógrafos tenham sua própria roupa e touca, levando apenas o necessário. Vale lembrar, uma roupa grande pode invadir o campo cirúrgico e uma roupa pequena pode incomodar o fotógrafo, pense em algo que seja confortável.

Outra dica que dou é quanto à higiene; Lave as mãos com álcool, mantenha as unhas aparadas e aos homens aconselho que raspem a barba. Eu utilizo luvas, sei que o talco da luva não é bom para a câmera, mas é a opção mais higiênica. O equipamento também deve ser limpo.

É muito profissional um bate-papo com os pais explicando o que acontecerá na sala de parto. Durante a conversa deixe claro que o fotógrafo só pode entrar após a ordem do médico, quando a mãe já está coberta, pois existe um cuidado muito grande com a intimidade da mãe.  No dia do parto certifique-se de que a bateria está carregada e o Memory Card colocado, pois tudo é muito rápido e você pode perder belas fotos, além disso, pode distrair os outros profissionais. Sempre mantenha o silencio e se concentrar apenas no seu serviço, porque durante uma cirurgia qualquer distração pode ocasionar em uma complicação.

Imagine você nervoso trocando pilhas e baterias, o bebê nasceu e você perdeu as fotos, isso seria um comportamento nada profissional. Como recebo muitos telefonemas no meio da madrugada de bebês que estão nascendo, sem horário previsto, tenho o cuidado de deixar tudo preparado com antecedência.

O relacionamento com a equipe de enfermeiros e médicos também é muito importante, afinal sou um “estranho” com uma “baita câmera” em uma situação extremamente delicada. Tenha sempre em mente que aquele é o ambiente desses profissionais, sempre respeite seu espaço e trate todos com educação. Saiba circular dentro da sala de cirurgia para não atrapalhar os outros profissionais.

Neste ponto que entra a ética. Existe um sincronismo entre o médico e o fotógrafo. Através de um olhar o médico diz se posso ou não fotografar aquela situação. Em situações fora do comum preciso estar preparado para abaixar a câmera. Muitas vezes acontece de “surgir” uma câmera de parente dentro da sala de parto, pedindo para o enfermeiro tirar uma foto. Claro que por bom coração ele vai tirar, mas não existe o menor critério, nem profissionalismo, nem ética, então quando tocar em um soro, por exemplo, ele estará contaminando o campo cirúrgico.

No próximo post trarei outro aspecto da fotografia de parto, mas é sempre importante ter em mente esses principais conceitos. Enquanto isso confira uma galeria com algumas fotos do meu trabalho e até a próxima!

[nggallery id=13]

Dedico esta matéria ao meu avô Dr. Haroldo Viana Rodrigues e ao Dr.Rodrigo Abbud de Azevedo

Bernardo Rodrigues
Nasceu em Resende há 36 anos é mergulhador profissional, cinegrafista e fotógrafo, começou a carreira como assistente de fotógrafo, dedicou-se a fotografia de esportes e aventuras e quase dois anos dedica-se a fotografia de parto, na qual já fotografou mais de 200 partos. Para conhecer mais acesse seu site http://e-babyfotos.com

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

[2020] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

[2020] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

O IIF (São Paulo) está com uma vaga aberta para Assistente de Sala de Aula e...

[VAGA] SECRETÁRIO(A) ESCOLAR NO IIF

[VAGA] SECRETÁRIO(A) ESCOLAR NO IIF

O(a) Secretário(a) será responsável por proporcionar o bom...

Qual é o melhor software de edição de imagens: Lightroom ou Photoshop?

Qual é o melhor software de edição de imagens: Lightroom ou Photoshop?

Como todo fotógrafo sabe (ou deveria saber), a pós-produção é parte...

[2019] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

[2019] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

O IIF (São Paulo) está com uma vaga aberta para Assistente de Sala de Aula e...

Parceiros