// Danilo Russo lança, pela Editora Iphoto, livro sobre Iluminação de Pessoas

Ter um filho, plantar uma árvore e publicar um livro são, no ditado popular, as maiores realizações que um homem pode ter.  O fotógrafo italiano, fundador e diretor do Instituto Internacional de Fotografia, Danilo Russo lançou, nessa quinta-feira (01 de Dezembro) o seu primeiro livro de fotografia, que se debruça sobre a questão da iluminação.

Fruto de um trabalho árduo – o livro demorou 9 anos para ser produzido -, das questões mais pertinentes e frequentes realizadas por seus alunos durante seus cursos e apresentando teoria e sugestões de práticas, o fotógrafo garante que seu livro equivale a 10 cursos de iluminação. Para saber mais sobre esse lançamento, seu processo de produção e de que forma os assuntos são abordados, o Photomag bateu um papo com Danilo para divulgar maiores informações.

Confira:

Quem acompanha o trabalho de Danilo Russo, sabe que cada vez mais suas apostas estão na comunicação online, entretanto podem ter se surpreendido com a escolha do fotógrafo em realizar o lançamento de seu livro em um versão em papel. Quando questionado sobre essa escolha, a resposta foi direta “Sabia que vocês iam me perguntar isso! Então, não acredito que seja uma questão de valorizar mais ou menos o digital, até porque o conteúdo digital e o conteúdo no papel seriam os mesmos, e eu mesmo cheguei a conversar com meu editor sobre essa possibilidade, entretanto o que prevaleceu foi a fruição. Um formato mais orgânico permite uma fruição melhor e eu queria oferecer a melhor experiência de leitura.”

drDanilo garante que não passou 9 anos escrevendo direto, mas que com a rotina de diretor e a organização de congressos, deixava muitas vezes essa tarefa “descansando” por longos períodos, para retomá-la por um mês seguido “Geralmente no final do ano, no começo do ano, ou no Photo Image, por várias vezes tentava dar um gás para lançá-lo na feira”.  Na produção do livro, Danilo pesquisou questões da iluminação em nível internacional, com bibliografia em italiano, inglês e português. Além das questões que foi compilando das suas aulas práticas, conversas com professores e dúvidas dos alunos, o fotógrafo estudou também muitos conceitos que sabia intuitivamente, mas que não conhecia as bases teóricas.

Uma dos atrativos do livro é a divisão entre parte teórica e parte prática, com esquemas de luz. “Quem quer uma solução rápida parte dos capítulos 7, 8 e 9. Vê o esquema de luz, vê a explicação, vê a foto resultado e prática. Isso é a segunda parte do livro, se você quer pôr a mão na massa. Agora do capítulo 1 ao 6 é onde você irá basear os conceitos, para saber o porque escolher esse esquema de luz”, afirmou Danilo, que também chamou a atenção para a linguagem da iluminação, que segundo ele, diferentemente da maior parte dos manuais disponíveis no mercado,  é explicada de maneira fácil e direta, “Nós interpretamos a luz devido a mecanismo inconscientes e a interpretamos da mesma forma, por exemplo, o escuro é dramático, a luminosidade traz tranquilidade, a luz de cima é natural, a luz de baixo é irreal…a única coisa que mudará de cultura, para cultura é a direção da luz. Esse tipo de explicação, que está presente no primeiro capítulo é muito difícil de encontrar em outros livros e por isso, fiz questão de colocar.

Além da temática abordada, o que mais chama a atenção no livro lançado é sua diagramação e as imagens que o ilustram, segundo Danilo as imagens são de três tipos: Fotos de alunos – tiradas durante as práticas no IIF – “Quando eu encontrava uma foto boa que um aluno tirava já falava para ele – Olha! Essa foto vai pro livro”, muitas fotos tiradas pelo próprio autor seja na Europa, Brasil e América Latina “Mas, como fotógrafo de moda, não queria ficar só nisso, mas oferecer a possibilidade de falar de iluminação para pessoas” e professores convidados, que participaram da produção.

Para dar um saborzinho de quero mais, Danilo resumiu um pouco o que trata em cada dos capítulos, confira:

  1. A fotografia e a Luz: Leitura da Imagem. A transmissão da mensagem (ainda que inconsciente) através da iluminação. Danilo exemplificou que é como entender que uma canção de ninar é tranquilizante e um som estridente causa incomodo. Isso acontece com o som, assim como a imagem e são poucos os que sabem disso.
  2. A luz do ponto de vista da física: Explicação do ponto de vista mais técnico e cientifico.
  3. Quatro característica da luz: A característica da luz vista pelo fotógrafo.
  4. Fotometria: Esse capítulo é um alicerce de informações sobre como a luz combina com a fotometria e o começo da relação de iluminação, sobre a combinação das fontes.
  5. A iluminação fotográfica: Panorama sobre a fotografia mundial. O melhor de vários autores. Primeira fonte, distância entre o fundo e primeiro plano, brilho… esse capítulo poderia ser um livro por si só, segundo Danilo.
  6. Equipamentos – máquinas de luz: Um capítulo somente sobre equipamentos. Expõe todos os tipos de fontes, acessório de luz contínua, de flash, etc. Além de questões mais frequentes sobre cada tipo de luz e uma explicação sobre as marcas brasileiras e um guia de como comprar.
  7. 9. Fotografia em externa/ A luz do estúdio / A fotografia em locação: Parte prática, divida em fotografia ao ar livre (que não está em ambiente fechado) com luz natural e artificial (como numa praça de noite), em estúdio (com luz preparada) e locação, que pela lógica é uma mistura entre a fotografia em externa com a de estúdio.

captura-de-tela-2016-12-01-as-18-38-40

 

Se você gostou e quer garantir o seu livro, as pré-vendas já estão disponíveis através do site da editora Iphoto:

http://iphotostore.com.br/produto/7882631/Lancamento!-Iluminacao—teoria-e-pratica#.WEYs0Md0Fro

E para finalizar Danilo Russo conclui, em relação ao ditado popular do início da matéria: “Ter filhos, não terei mais, plantar árvores, já plantei e isso poderá acontecer eventualmente, mas sem dúvidas esse é o primeiro de outros livros.”

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

[VAGA] SECRETÁRIO(A) ESCOLAR NO IIF

[VAGA] SECRETÁRIO(A) ESCOLAR NO IIF

O(a) Secretário(a) será responsável por proporcionar o bom...

Qual é o melhor software de edição de imagens: Lightroom ou Photoshop?

Qual é o melhor software de edição de imagens: Lightroom ou Photoshop?

Como todo fotógrafo sabe (ou deveria saber), a pós-produção é parte...

[2019] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

[2019] VAGA: ASSISTENTE DE SALA DE AULA E FOTOGRAFIA NO IIF

O IIF (São Paulo) está com uma vaga aberta para Assistente de Sala de Aula e...

Como fotografar arquitetura e interiores

Como fotografar arquitetura e interiores

O principal para uma boa fotografia de arquitetura e interiores é analisar...

Parceiros