// Como transformar hobby em profissão na fotografia de família

Ao ficar grávida do primeiro filho, algo mudou na gestora de RH, Fernanda Giarato. Aos 30 anos, Fernanda sentiu a necessidade de ver o filho crescer de pertinho e ouviu dentro de si uma vontade antiga falar mais alto, a fotografia. A arte de congelar o momento era um hobby antigo que ela decidiu transformar em profissão.fernanadag-iif2

O maior incentivo para a sua transformação veio da vontade de fazer o que amava e ter seu próprio ritmo de trabalho para conseguir estar mais perto do filho. Curiosamente, este momento tão importante que foi seu ponto de virada na vida ainda está muito presente em seu dia a dia, a fotógrafa acabou se especializando em fotografia de família, que engloba as gestantes, o newborn, os bebês e as famílias. Segundo ela, “um foi puxando o outro”.

A passagem de hobby para profissão é um processo que leva tempo, mas hoje, seis anos depois de ter decidido mudar tudo, Fernanda já é uma fotógrafa consolidada no mercado de fotografia de família, com muitos ensaios e workshops no currículo. Ela acredita que o diferencial de seu trabalho é a irreverência, principalmente ao ensinar.

A especialização em fotografia de família foi acontecendo naturalmente. Quando percebeu, ela já estava nesta área e cada vez mais apaixonada pelas grávidas que retratava e pela magia deste momento único de cada uma delas. “Ser escolhida para fotografar um momento tão importante na vida de uma mulher é lisonjeante. A espera de um bebê merece ser tratada com todo amor e carinho do mundo e faço com que a sessão seja única e divertida para cada uma das mães. Tento sempre criar uma intimidade e muitas vezes isso faz com que fiquemos amigas, conta.

fernanadag-iif3Antes de cada sessão, Fernanda tenta conversar bastantes com seus clientes para descobrir um pouco mais sobre seus gostos, profissões e estilo de vida. Tudo isso ajuda muito tanto na hora de conduzir as modelos quanto no planejamento de como, onde e quando será o ensaio. No fim, “captar a verdade do casal, o amor existente ali é o que importa. Isso faz com que a sessão seja linda aos meus olhos e aos deles também”, explica. Para a fotógrafa, uma das maiores dificuldades é justamente conseguir entender as diferenças de cada família e montar o processo criativo de cada de acordo com esses gostos, conciliando os estilos e chegando a uma mescla do fotógrafo e do casal. “Cada grávida é única, então todos os ensaios serão diferentes”.

A fotografia de família é uma das áreas que mais crescem no Brasil, prova disso é que desde 2012 Fernanda dá workshops pelo país com essa temática e a procura só aumenta. Nos seus cursos ela une teoria e prática procurando sempre passar para seus alunos todas as fases do processo, desde o primeiro contato com a cliente até a entrega do trabalho, passando por escolha da locação, tempo de duração do ensaio, edição e álbuns. Em suas aulas ela conta que quem escolhe o lugar, por exemplo, é a cliente, a fotógrafa dá dicas caso elas precisem, mas a palavra final é delas. Outra dica de Fernanda é deixar o ensaio acontecer naturalmente sempre procurando a luz que mais favoreça. Sensibilidade, paciência, jogo de cintura e bom humor são outros segredos, não só para conseguir belas fotos, mas também para o casal se sentir confortável, interagir melhor com o fotógrafo e curtir a sessão como um todo. Já que, não bastam apenas boas fotos no final, todas as partes do processo fazem parte da experiência. “Explore bem o ambiente e imagine o resultado final das suas fotos antes mesmo dos primeiros cliques. É sempre preciso ter em mente todo o processo para dar igual atenção a todas as etapas”, completa.

Quando o hobby se torna profissão é preciso buscar ainda mais referências para conseguir inovar sempre. Por isso, Fernanda tenta se inspirar em cada momento da vida. “Tudo que vejo enxergo fotografia, costumo dizer que a minha cabeça não para, está sempre procurando inspirações e formas de inovar. Penso que não posso me acomodar no que deu certo, mesmo porque o fotógrafo tem que se surpreender sempre com seu trabalho, só assim nos sentimos motivados sempre.

Fazer parte da história de uma família, nem que seja pelo menos um pouquinho, é algo que exige dedicação. Para manter o padrão de qualidade em todos os trabalhos, um dos truques de Fernanda é não deixar acumular, “eu ainda faço tudo, fotografo, edifernanadag-iif4to, administro a parte financeira e as divulgações nas redes sociais e no site. Me dedico muito em cada clique e em cada edição, uma a uma! A divulgação também é essencial então tento não acumular os trabalhos e postar sempre, deixando umas horinhas da minha semana dedicadas a isso”, comenta.

Para quem quer começar a trabalhar realmente com fotografia, o conselho de Fernanda é: “a fotografia de família é uma delicia, mas faça a fotografia que te faz feliz. O seu olhar é único, não tenha medo de errar! Os maiores fotógrafos que conheço erram até hoje”.  

Se quiser conhecer mais do trabalho da Fernanda, acesse aqui o site dela.

E se quiser aprender com a fotógrafa, no workshop de Fotografia de Gestantes, confira a próxima turma aqui.

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

[FREELANCER] Buscamos Maquiadores para Cursos de Fotografia

[FREELANCER] Buscamos Maquiadores para Cursos de Fotografia

O Instituto Internacional de Fotografia é uma escola de fotografia...

Tudo sobre fotografia de moda

Tudo sobre fotografia de moda

Fotografia e moda sempre andam juntas.  Não à toa, a moda é um dos campos...

Inscrições abertas para Prêmio Newborn Brasil 2019

Inscrições abertas para Prêmio Newborn Brasil 2019

O Prêmio Newborn Brasil está com inscrições abertas para a sua terceira...

Carla Durante leva fotografia subaquática brasileira para o WPPI 2019, em Las Vegas

Carla Durante leva fotografia subaquática brasileira para o WPPI 2019, em Las Vegas

Carla Durante, um dos nomes mais reconhecidos da fotografia subaquática do...

Parceiros