Aprendendo o básico da composição fotográfica

Composição fotográfica está relacionada com a ordem dos elementos presentes em uma cena, tanto em primeiro quanto em segundo plano e também reflete a qualidade estética da foto, incluindo textura, equilíbrio de cores, formas e outros aspectos que quando combinados da maneira correta formam uma imagem comunicativa e agradável de se olhar.

Para fins didáticos, podemos dizer que composição fotográfica nada mais é do que a organização harmoniosa dos elementos dentro da área a ser fotografada (ou seja, no enquadramento), levando em conta os fatores como textura, contraste, profundidade de campo, posição dos elementos, entre outros.

Compor não é somente mostrar imagens bonitas aos olhos, mas, sim, fixar a atenção do espectador nos pontos importantes do assunto, alcançando um efeito emocional e quebrando a monotonia.

De nada adianta você ter o melhor equipamento e dominar as técnicas fotográficas, se você não entender como funciona a composição de uma cena para dispor todos os elementos presentes de maneira a retratar o assunto de forma especial e autêntica.

Embora na fotografia não existam regras inquebráveis, há algumas que ajudam a construir uma composição agradável aos olhos de quem vê a imagem. O fotógrafo deve saber quando seguí-las ou não.

Dentre as diversas regras, a mais famosa por aí é a Regra dos Terços, e é sobre ela que vamos falar aqui.

Essa regra, como o próprio nome diz, sugere que o enquadramento da foto seja dividido em terços. Na prática, para aplicar essa regra, você, de forma imaginária, divide a imagem observada no visor da sua câmera em três partes iguais, tanto na horizontal quanto na vertical.

 

Os quatro pontos de intersecção resultantes são chamados de pontos de interesse, e são os locais de maior impacto visual na imagem. Assim, o assunto principal da fotografia e outros motivos de interesse devem ficar posicionados no encontro dessas linhas.

Como formaram-se quatro ponto de intersecção, temos quatro opções para o posicionamento do nosso objeto principal. A escolha dentre elas dependerá do próprio assunto e de como o fotógrafo deseja apresentá-lo.

Geralmente, fotografias com assuntos centralizados tendem a ter um aspecto mais estático e menos interessante quando comparadas com imagens que mostram o assunto fora do centro. É preciso considerar o movimento dos assuntos, e deixar um espaço na frente, para que eles possam de “movimentar” dentro da cena. Ou seja, quando o objeto de interesse está em movimento no enquadramento, deve-se dar um espaço do lado oposto dele. Caso contrário, a sensação seria de que ele está prestes a se chocar contra o lado vertical da fotografia. Isso também vale para a direção do olhar. Quando a pessoa está olhando para o lado, ou está de perfil, deixe um espaço para o lado em que ela olha para não trnasmitir a sensação de claustrofobia.

Veja alguns exemplos abaixo:

 

 

 

Com essa explicação, podemos simplificar ainda mais a composição com a regra do terços. Simplesmente, a ideia é não centralizar o assunto e sempre posicioná-lo 1/3 acima do fundo e 1/3 à esquerda ou entçao 1/3 abaixo do topo e 1/3 à direita, e assim sucessivamente. Então para fotografar pessoas ou objetos, procure posicioná-los em uma das quatro intersecções. Para fotos de retrato, o uso básico da regra é manter os olhos no terço superior. No caso de paisagem, preste atenção na linha do horizonte e posicione-a em um das duas linhas horizontais.

A regra dos terços é bastante simples de ser aplicada e muito útil para a construção de uma composição harmoniosa. Mas não se esqueça que há muitas outras regras para um bom enquadramento e que, às vezes, deve-se quebrar as regras para obter resultados extraordinários.

E obviamente, a prática é essencial para entender como usar as regras e identificar as situações em que elas não precisam ser obedecidas.

Se você gostou e se interessou pelo assunto, saiba que há ainda muito mais a ser explorado sobre o tema  e que, se esse for o seu desejo, o IIF oferece cursos para aprimorar o seu hobby e até mesmo transformá-lo em profissão.

O curso Fotografia Digital é voltado para os iniciantes do universo fotográfico que desejam conhecer um pouco melhor as técnicas. O principal objetivo das aulas é ensinar a você como manusear os recursos da sua câmera digital. Você aprenderá conceitos básicos da fotografia e  as peculiaridades da tecnologia digital, além de conceitos essenciais como composição e linguagem fotográfica.

Agora, se o seu interesse já é muito maior que isso e você quer fazer da fotografia o seu ganha-pão, o curso Capacitação Profissionalizante é o indicado e forma fotógrafos completos e preparados para o mercado há mais de seis anos. O aluno aprende toda a técnica da fotografia, iluminação e pós-produção, além dos conhecimentos específicos de cada área, informações de carreira e mercado, e ainda recebe a orientação para a preparação do portfólio.

Não é necessário possuir conhecimento prévio para realizar esse curso, pois todo conteúdo é oferecido desde sua base. Assista ao teaser sobre este curso para conhecer melhor a prática.

Para mais detalhes, acesse o site da escola: https://school.iif.com.br/. Ou entre em contato com nossa equipe através do chat, pelo e-mail cursos@iif.com.br ou pelo telefone (11) 3021-3335. Bons estudos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Parceiros

Desenvolvido por