// A Fotografia Newborn Autêntica, por Diana Moschitz

4n9a9058-copyA cada ano que passou, percebi que o meu estilo fotográfico foi mudando dramaticamente e que, inclusive, continua mudando com o passar dos dias. Quando comecei na fotografia newborn eu era praticamente obcecada com a fotografia posada, porque imaginava que isso se baseava exclusivamente em seguir uma espécie de checklist  de poses recomendadas.

Agia assim porque imaginava que algum “guru” da fotografia já havia testado todas as possibilidades de posições e que agora, o meu trabalho, era somente recriar essas poses com a máxima perfeição. Eu imaginava também que somente esses “gurus” teriam o poder de dizer se eu havia, ou não, obtido um ensaio de sucesso.

Eu me lembro que certa vez, durante uma sessão, eu me sentia com um bloqueio mental gigantesco e, enquanto levantava o bebê, distraída e desanimada, dei por mim perguntando para a minha assistente, “foi da direita para a esquerda, ou da esquerda para a direita?”. 4n9a4259-copyNa verdade, até hoje eu ainda não conheço a maneira que as coisas “deveriam ser”, mas sim, como “é para ser” e, naquele dia, eu tinha certeza absoluta que não tinha conseguido isso. Assim, vasculhei nos arquivos aquela sessão com grande decepção, medo e a certeza de que havia falhado.

Relembrando este dia, eu não posso acreditar o quanto fiquei preocupada à toa. As imagens, na verdade, haviam ficado todas lindas, a luz estava encantadora e posso até mesmo dizer que a galeria de imagens que surgia na tela do meu computador, parecia cantar  com muito amor.

E os pais? Será que eles olhariam as imagens e diriam se você só fotografou o pé direito sobre o esquerdo isso é ‘como deveria ser!’”. Claro que não. Eles choraram! Olhavam da tela do computador para o bebê deles e de volta para a tela e choravam e se abraçavam. E eu também chorei, porque naquele momento percebi que é sobre isso que o meu trabalho dizia respeito.

Era esta a razão pela qual eu passava horas e horas agachada numa sala, quente, suada e coberta de cocô! E este trabalho, empenhado com tanto esforço, não dá direito para que, os que detém os poderes construídos no topo das montanhas da fotografia, venham e me digam que eu estava tão perto, mas que afinal, não consegui.

4n9a7187bwPortanto, eu adotei outra forma de trabalho e continuo o meu trabalho assim, pois simplesmente  acredito no poder intemporal da Fotografia Newborn Autêntica. Sim. Eu acredito que as tendências vem e vão, os props, os acessórios vão entrar e sair de moda, mas o que fica são os bebês. Esses bebês que vem ao meu estúdio para serem fotografados, honesta e amorosamente, por mim e dos quais irei realizar um trabalho autêntico e genuíno, que serão um tesouro para seus pais.

Apenas para esclarecer – Eu amo imagens posadas!

Eu sorrio toda vez que as vejo. Além disso, alguns dos meus fotógrafos favoritos pertencem a esse grupo de gurus com poderes construídos no topo das montanhas da fotografia e eu já participei de workshops incríveis com eles. Sei reconhecer o valor que este tipo de fotografia tem, mas este não é o estilo que eu quero assumir para mim. Não é o estilo que o meu coração está cheio, ou a expressão de paixão que transborda da minha alma.

Eu também não rejeito as “regras” da fotografia. Pelo contrário, sou grande defensora das regras de luz e de retrato, porque essas mesmas regras, são regras de fotografia que todos os fotógrafos deveriam conhecer e dominar, não importa aquilo que você fotograva. Essas regras ajudam-nos a criar imagens esteticamente bonitas e com grande impacto.4n9a0416-copy

Uma vez que eu percebi isso, uma alegria passou a me dominar nas sessões fotográficas e eu experimentei um largo aumento na minha produção. Eu passei a me sentir livre para me expressar no estilo que desenvolvi e os meu clientes perceberam o poder que há nesta fotografia autêntica.

É essa a essência do artista, não importa a sua especialidade, ou qual o seu trabalho, mas sim a maneira em que realmente possam adorar aquilo que fazem. Somente dessa forma eles podem produzir um trabalho verdadeiramente sincero e sentir prazer com a liberdade de criar.

Diana Moschitz é uma fotógrafa britânica, autodidata. Ela começou com seu primeiro estúdio de Fine art, Family As Art in Vienna, Austria e recentemente abriu um novo espaço para lançar o seu workhop  “Authentic Newborn Photography”, próximo o lago de Como, na Italia. A paixão de Diana por fotografia começou há 8 anos com o aniversário de seu primeiro filho, passado esse tempo, a fotografia continua sendo o centro da sua vida, assim como os seus quatro filhos, que a inspiram diariamente no trabalho. Seu estilo foi se transformando com o passar dos anos,  entretanto, a paixão continua a mesma. Capturando o poder único, alegria e honestidade nos laços entre os familiares. www.facebook.com/familyasart – http://www.familyasartstudio.com/authenticnewbornphotography

E-book-gratuito-7-passos-da-fotografia-newborn

Cadastre-se e receba as principais novidades do ramo da fotografia.

Posts Relacionados

Tudo sobre Fine Art

Tudo sobre Fine Art

A fotografia Fine Art cresceu no mundo todo, incentivando fotógrafos a...

Investigação fotográfica sobre série de assassinatos vira fotolivro com campanha de crowdfunding

Investigação fotográfica sobre série de assassinatos vira fotolivro com campanha de crowdfunding

Os limites entre o real e a ficção são o convite para uma imersão na trama...

“A fotografia não é só um mero registro”. A Fotografia e a Arte Contemporânea com Ronaldo Entler.

“A fotografia não é só um mero registro”. A Fotografia e a Arte Contemporânea com Ronaldo Entler.

 “A fotografia não é só um mero registro”. A Fotografia e a Arte...

Fotógrafo registra as estranhas criaturas do fundo do mar

Fotógrafo registra as estranhas criaturas do fundo do mar

O senso comum já diz que sabemos mais sobre a superfície da lua do que sobre...

Parceiros